Dilema de Carpideira e Sertãozinho são selecionados no VI Festival de Jericoacora

O Festival de Jericoacoara – Cinema Digital, em sua sexta edição, exibirá os filmes DILEMA DE CARPIDEIRA, de Philipe Ribeiro, e SERTÃOZINHO, de Rosana Nunes, na Mostra Competitiva. O festival ocorrerá nos dias 7 a 13 de junho de 2017.

Segundo Francis Vale, diretor do festival, “é quase unânime a opinião segundo a qual Jeri seria lugar dos mais apropriados para a realização de um festival de cinema. Estamos entre as dezenas de pessoas que pensaram assim. Ao contrário de outros, sonhamos e fizemos cinco edições. Vamos para a sexta. Nosso formato permanece o mesmo: Mostra Competitiva de curtas, com premiação; Mostra Especial orientando o Seminário; Mostra Audiovisual e Esporte, seguida de debate com os realizadores; Oficina para alunos da Escola Pública da Vila de Jericoacoara”.

E completa, “nas versões anteriores, exibimos, além dos filmes em competição, alguns clássicos do Cinema Brasileiro desconhecidos do público mais jovem. Vamos continuar nessa proposta de mostrar os filmes que abriram as portas do Mundo para o Cinema Brasileiro mas ainda não atingiram o grande público de nosso País. E homenageando estrelas esquecidas que fizeram e fazem nosso cinema acontecer. Achamos importante que os novos realizadores conheçam melhor o jeito brasileiro de fazer cinema e tenham oportunidade de interagir com os veteranos durante uma semana nessa terra maravilhosa. Desse encontro de gerações e troca de experiências acreditamos possam surgir ideias e projetos importantes”.

Lista dos selecionados.
Mais infos: página do festival.

Mulheres Pescadoras é selecionado na 11ª Mostra Produção Independente

A 11ª Mostra Produção Independente exibe o filme Mulheres Pescadoras no Cine Metrópolis da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Goiabeiras.

A Mostra

Importante janela de valorização do audiovisual capixaba, a Mostra Produção Independente é um evento que promove a inserção do Espírito Santo nas principais discussões nacionais sobre o setor. A cada ano, esse evento reúne realizadores de todas as partes do estado interessados em exibir suas obras. Diante da qualidade da produção audiovisual, o público tem respondido com a sala de cinema lotada e participando de uma intensa e diversificada programação.

Com o tema “Cenários”, a 11ª Mostra Produção Independente acontece entre os próximos dias 3 e 7 de junho no Cineclube Metrópolis na Ufes/Campus Goiabeiras. Durante cinco dias, será possível assistir aos mais recentes filmes locais na Mostra Competitiva Capixaba e conhecer um representativo panorama da produção nacional na Mostra Paralela Nacional. O homenageado desta edição é o cineasta Ramon Alvarado.

Além da exibição de filmes, atividades de formação e debates, a 11ª Mostra Produção Independente – Cenários lançará o DVD Coletânea e a 6ª edição da Revista Milímetros. Momento de encontro, de troca de experiências e de articulação, o evento sedia o Fórum do Audiovisual Capixaba – espaço protagonizado pelos próprios realizadores para discutir propostas coletivas que contribuam com o desenvolvimento do setor audiovisual.

Realização

Uma realização da ABD Capixaba, a 11ª Mostra Produção Independente – Cenários conta com o apoio institucional da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo (Secult), do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), da Link Digital, do Instituto de Artes e Técnicas em Comunicação (Iatec) e da Superintendência de Cultura e Comunicação da Universidade Federal do Espírito Santo, por meio de sua Secretaria de Cultura e do Cineclube Metrópolis.

Maiores informações

Tragédia e esperança no sertão cearense

A produtora Casa de Bits lança nesta sexta-feira, 26/02 às 12h30, no Cineteatro São Luiz, os filmes Dilema de Carpideira e Sertãozinho. O primeiro é um drama psicológico dirigido pelo cineasta Philipe Ribeiro, já o outro é um documentário contemplativo realizado por Rosana Nunes. Os filmes foram rodados no distrito de Várzea da Ipueira, em Boa Viagem (CE) e tiveram o apoio da Secretaria da Cultura do Ceará.

No mercado audiovisual há dez anos, a produtora já realizou sete documentários e três ficções, sendo nove curtas e um longa-metragem, ainda inédito! Destes, Philipe assina nove produções e Rosana estreia na direção de Sertãozinho. O último filme lançado percorreu seis países, treze festivais e angariou dois prêmios, de melhor documentário e melhor fotografia.

O Dilema de Carpideira conta a história de Ítala, uma jovem da terceira geração de uma tradicional família de carpideiras que, no dia da morte de sua avó, não consegue chorar no velório e vê seu ofício ameaçado. Numa nota de jornal, já desgastada do tempo, conhece a fama de pistolagem de uma cidade do interior do Ceará e decide ir para lá mudar o rumo de sua carreira…

Sertãozinho apresenta, de forma lírica e contemplativa, o decorrer de um dia na vida de quatro crianças que vivem no sertão do Ceará, evidenciando dificuldades, responsabilidades, diversões, afetos e sonhos pueris, dentro de um contexto que apresenta inúmeras adversidades para as idealizações infantis…

A estreia contará com a presença dos realizadores, do elenco dos filmes, além da equipe técnica, de parceiros e apoiadores. O evento é aberto ao público (gratuito) e todos(as) estão convidados(as)!

Mais informações:

Dilema de Carpideira: trailer, fotos, fã-page e convocatória.

Sertãozinho: trailer, fotos, fã-page e convocatória.

Trailers:

Mulheres Pescadoras é selecionado no Curta o Gênero 2015

Curta o Gênero 2015 BackgroundO Curta o Gênero 2015  chega na sua quarta edição na Casa Amarela, em Fortaleza-CE e exibe o filme MULHERES PESCADORAS na mostra internacional audiovisual. O festival ocorrerá nos dias 13 a 18 de abril de 2015.

O Festival

O Curta o Gênero chega a sua quarta edição. Com uma programação ainda mais ampla e tão intensa quanto nas edições anteriores, o evento cumpre o objetivo de proporcionar ao público um espaço e um tempo de envolvimento, de construção fruitiva e de difusão nos campos dos estudos e das produções de gênero entre ativistas, acadêmicos e acadêmicas ou, simplesmente, pessoas interessadas nos conteúdos que o evento congrega.

Lista dos selecionados.

Página do festival.

Mulheres Pescadoras é selecionado no VI CineCreed

VI CineCreedO VI CineCreed, na cidade de Recife (PE), exibe o filme Mulheres Pescadoras na mostra competitiva. O festival ocorrerá nos dias 28 a 30 de novembro de 2014.

O Festival

O Programa Exibição de Cinema Social (PRECISO) foi criado no ano de 2011. Sua origem está nos eventos audiovisuais realizados no Centro de Reeducação da PMPE (CREED), que, desde 2009, utiliza o cinema como uma de suas ações  ressocializadoras. Naquela unidade prisional militar do Estado de Pernambuco, o  CineCreed – Mostra de Filmes Digitais, o Mostrajovem-Cinema.com, as Sessões Cineclubistas e a Oficina de Cinema Digital, transcenderam a alternativa ao ócio e firmaram-se como eficazes promotores de entretenimento, cidadania,  cultura, solidariedade e geração de renda extra para os reeducandos, seus familiares e comunidade circunvizinha. A um só tempo, protegeram a dignidade da pessoa humana e criaram ambiente favorável para a inclusão social e cultural. Livre da limitação das palavras, o cinema está muito além das instâncias educativas. A sua inerente subjetividade contribui para o desenvolvimento do raciocínio que permite retratar a realidade a partir de visões ficcionais e individuais. Este espírito crítico colocado à disposição de um maior número de interlocutores contribuirá com a construção de um audiovisual mais democrático e uma sociedade melhor retratada e representada. Garantir, pois, a exibição, a produção, a promoção de eventos e o ensino de cinema às camadas socialmente excluídas e de baixa renda, é o objetivo maior do PRECISO.

Mulheres Pescadoras é selecionado no Festival de Cine La Imagen de los Pueblos

laimagendelospueblosO 7º Encuentro de Producciones Alternativas y Comunitarias La imagen de Los Pueblos, na cidade de Ibarra, no Equador, exibe o filme Mulheres Pescadoras na mostra competitiva. O festival ocorrerá nos dias 17 de outubro a 20 de novembro de 2014.

O Festival

El Festival “La imagen de los pueblos” es realizado por el Colectivo Mingasocial Comunicación. ¿Qué es “Mingasocial Comunicación”? Es un espacio de comunicación alternativa que interactúa con la comunidad social. ¿Por qué comunicación? Porque la cultura y la sociedad nacen y se construyen a partir de la interacción humana. La comunicación permite activar la conexión, el encuentro y la juntura social provocando la emancipación constante de los sujetos dentro de las sociedades. ¿Qué significa minga? “Minga” es una palabra kichwa que significa “trabajar en conjunto en ayuda comunitaria” acogiendo el sentido de este principio que se acerca a lo que hacemos y somos, tomamos esta palabra como guía espiritual del trabajo colectivo que emprendimos en Ecuador hace ya 12 años.

Lista dos selecionados.

Página do festival.